Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação
Notícia

Saúde - Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018


Cerquilho participa da Campanha Nacional “Fique Sabendo”


Cerquilho participa da Campanha Nacional “Fique Sabendo”
Cerquilho participa da Campanha Nacional “Fique Sabendo”
Cerquilho participa da Campanha Nacional “Fique Sabendo”
Cerquilho participa da Campanha Nacional “Fique Sabendo”

           A Prefeitura de Cerquilho através da Secretaria da Saúde e Promoção Social e a Vigilância Epidemiológica participam da Campanha Nacional “Fique Sabendo”, que tem o objetivo de informar e conscientizar a população sobre HIV/AIDS e a Sífilis.

           Em 1º de dezembro é comemorado o Dia Internacional de Luta Contra a HIV/AIDS e tem como principal objetivo a realização de testes rápidos para a detecção e o tratamento precoce da doença.

           O preconceito e o medo da doença acabam por afastar as pessoas do debate, dos cuidados de prevenção e do próprio exame, no entanto, o diagnóstico precoce é essencial para o paciente alcançar boa qualidade de vida e não transmitir a doença para outra pessoa.

          O exame é muito simples e acontece através da punção digital, a famosa “picada no dedo”, o resultado sai em 15 minutos!

           Em Cerquilho, teremos um grande evento no sábado, dia 24 de novembro, das 8h às 12h, no calçadão próximo a antiga sede da Guarda Municipal. Na ocasião, serão realizados exames rápidos de HIV/AIDS e Sífilis (doença sexualmente transmissível) e a população será orientada sobre a doença prevenção e os cuidados com a doença.  

           Também no dia 24 de novembro, no mesmo local, será feito um pedágio educativo orientando sobre o combate ao mosquito Aedes Aegypti, uma aula de zumba e terá um espaço com desenhos educativos para crianças.

           No dia 30 de novembro, a Campanha Fique Sabendo segue nas unidades básicas de saúde, na Policlínica Municipal e no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). Confira os horários:

  • UBSF Parque Alvorada – das 9h às 16h
  • UBSF Parque das Árvores – das 8h às 16h
  • UBSF Di Napoli – das 8h30 às 15h
  • UBSF Nova Cerquilho – das 9h às 16h
  • UBSF Centro – das 8h às 16h
  • UBSF São Francisco – das 9h às 12h e das 13h às 15h
  • UBSF Vila Pedroso – das 8h30 às 10h, das 11h30 às 12h30 e das 13h30 às 15h30
  • Policlínica Municipal – das 10h às 16h
  • CAPS – das 8h às 12h e das 13h às 16h

Tire suas principais dúvidas sobre o HIV/AIDS

 

1.    O que é o HIV?

           HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da AIDS (síndrome da imunodeficiência adquirida), ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças.

2.    Ter o HIV não é a mesma coisa que ter a aids?!

           Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença. Mas, podem transmitir o vírus a outros pelas relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação. Por isso, é sempre importante fazer o teste regularmente e se proteger em todas as situações.

3.    Como se pega o HIV?

           O vírus HIV é transmitido por meio da relação sexual (vaginal, anal ou oral) desprotegida (sem camisinha) com pessoa soropositiva, ou seja, que já tem o vírus HIV, pelo compartilhamento de objetos perfurocortantes contaminados e de mãe soropositiva (sem tratamento) para filho durante a gestação, parto ou amamentação.

4.    Qual é a forma mais eficaz de prevenção contra o vírus HIV?

           O meio mais simples e acessível de prevenção ao HIV é o uso de preservativos masculino e feminino no ato sexual seja ele anal, vagina ou oral.

5.    O posto de saúde disponibiliza camisinha masculina e feminina? Onde posso encontrar?

           Os preservativos masculinos e femininos são distribuídos gratuitamente em unidades de saúde e também estão disponíveis para compra em estabelecimentos da iniciativa privada, como farmácias e drogarias.

6.    O HIV tem cura?

           Ainda não há cura para o HIV, mas há muitos avanços científicos nessa área que possibilitam que a pessoa portadora do vírus tenha uma qualidade de vida.

7.    Quais são os sintomas do HIV?

           Quando ocorre a infecção pelo vírus causador da AIDS, o sistema imunológico começa a ser atacado. E é na primeira fase, chamada de infecção aguda, que ocorre a incubação do HIV - tempo da exposição ao vírus até o surgimento dos primeiros sinais da doença. Esse período varia de 3 a 6 semanas. O organismo leva de 8 a 12 semanas após a infecção para produzir anticorpos anti-HIV. Os primeiros sintomas são muito parecidos com os de uma gripe, como febre e mal-estar. Por isso, a maioria dos casos passa despercebido. Caso haja suspeitas de infecção pelo HIV, procure uma Unidade de Saúde mais próxima e realize o teste.

8.    Onde fazer o exame para saber se tenho HIV/Aids?

           Os Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) são serviços de saúde que realizam ações de diagnóstico e prevenção de outras infecções sexualmente transmissíveis e, nesses serviços, é possível realizar testes para HIV, sífilis e hepatites B e C gratuitamente, assim como nas Unidades Básicas de Saúde.

9.    Mesmo não havendo ejaculação na relação sexual, é possível transmitir ou contrair o vírus?

           O líquido que é expelido antes da ejaculação pode ter um pouco de sêmen, por isso, o contato com o pênis, mesmo sem penetração, pode apresentar risco de transmissão do vírus, caso um dos dois seja portador do HIV.

10.     É possível contrair o vírus com beijos?

           Não se contrai HIV pelo beijo, porém, podem ser transmitidas doenças como gengivite, a herpes, a mononucleose e até o condiloma acuminado (HPV), caso a pessoa infectada apresente lesões na garganta ou na boca.

11.    É possível, sendo menor de idade, realizar o teste para saber se tenho HIV sem a presença dos meus responsáveis?

           O estímulo ao diagnóstico precoce da infecção pelo HIV é uma prioridade para o Ministério da Saúde. Desta forma, o acesso ao exame é um direito de todas as pessoas independentemente de sua idade.

O Ministério da Saúde recomenda que:

- quando se tratar de criança (0 a 12 anos incompletos), a testagem e entrega dos exames anti-HIV só deve ser realizada com a presença dos pais ou responsáveis;
- quando for adolescente (12 a 18 anos), após uma avaliação de suas condições de discernimento, fica restrito à sua vontade a realização do exame, assim como a participação do resultado a outras pessoas.

12.    Tem como pegar HIV pela picada de um mosquito?

           A transmissão do vírus HIV não é possível por mosquitos. Não há relato de que alguém foi contaminado e tenha desenvolvido aids em função de picadas de mosquitos.

FacebookTwitterWhatsApp

voltar para a listagem de notícias...

Telefones Públicos
TELEFONES PÚBLICOS
PREFEITURA MUNICIPAL
  • (15) 3384-9111
SECRETARIA DE SAÚDE
  • (15) 3288-4110
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO
  • (15) 3384-8333

Ver todos os telefones...

Prefeitura Municipal de Cerquilho

Rua Engenheiro Urbano de Pádua Araujo, 28 - Centro
Cerquilho - SP, 18520-000

Website Desenvolvido porKing Page - Fábrica de Software